xiaomi-sede

A Xiaomi pode ser a próxima fabricante a desenvolver os seus próprios processadores para dispositivos móveis, seguindo os passos de empresas Samsung e Apple.

O objetivo da Xiaomi também passaria por evitar utilizar processadores de terceiros (Qualcomm, MediaTek, NVIDIA). Não é a primeira vez que ouvimos esses rumores. Em novembro de 2015, tivemos as especulações sobre uma possível parceria entre Lenovo e ZTE nesse sentido, mas nada foi confirmado. Ao longo de 2015, rumores sobre parcerias da própria Xiaomi com a Leadcore Technology e até com a Qualcomm apareceram, mas sem qualquer confirmação.

Fabricar seus próprios processadores pode sair caro para a Xiaomi no princípio, mas pode ajudar a economizar dinheiro a longo prazo. Também seria bom se eles imitassem a estratégia da Samsung, fornecendo seus semicondutores para terceiros.

Via EtkChina