Desde que o ser humano é ser humano, a curiosidade faz com que superemos a cada dia a engenharia técnica dos nossos ancestrais. Mas ninguém é perfeito, e muitos dos avanços tiveram falhas que resultaram em pequenas ou grandes catástrofes.

Por isso, por mais que a tecnologia avance, sempre estamos sujeitos a falhas. Nem mesmo a internet escapa disso, mesmo sendo uma das bases do conhecimento humano atual.

Ultimamente, essas falhas se tornam mais frequentes, e naturalmente fazemos eco sobre isso. Se tornou comum ver sites ou aplicativos que tiveram problemas ou informações equivocadas fornecidas por um determinado meio de comunicação online.

 

 

Recentemente, o Facebook sofreu uma falha no sistema que resultou na “morte” de milhares de usuários, inclusive de Mark Zuckerberg, fundador do serviço.

De fato, a rede social mostrou mensagens de condolências de 2 milhões de usuários, provocando psicose entre amigos e familiares dos supostos falecidos.

O Facebook teve que agir rápido, admitir o erro e pedir desculpas. Tudo isso para se livrar de um erro que afetou milhões.

Uma das características desse tipo de notícias é que, além de serem reconhecidas em veículos de comunicação, elas são difundidas mais rapidamente pelas redes sociais.

A viralização acontece quando a informação se espalha como um vírus: de forma exponencial e muito veloz, já que a informação corre entre seus contatos e os contatos dos seus contatos.

Logo, a viralização pode ser uma faca de dois gumes.

Por um lado, pode ser interessante para as empresas pela velocidade e possível alcance. Por outro lado, uma mensagem errada ou falha pode acabar com a reputação de uma empresa.

O poder o marketing viral é de importância vital para as empresas, podendo elevá-las ou acabar com sua confiança junto aos clientes.

Por isso, uma estratégia de marketing viral precisa ser bem planejada, executada e supervisionada para assim alcançar bons resultados.

É preciso inclusive ter um bom plano de ação em caso de falhas e subsequentes queixas e reclamações nas redes sociais.