University_of_Phoenix_Stadium_aerial

O Super Bowl XLIX já é passado. O New England Patriots venceu o Seattle Seahawks, em uma final emocionante, que teve como palco principal o University of Phoenix Stadium, em Gleendale, Arizona (EUA). E esse estádio é uma das jóias tecnológicas do país, se posicionando entre as dez arenas esportivas mais importantes do mundo, de acordo com a Business Week. Detalhe: é o único estádio norte-americano nesse top 10.

Esse estádio foi inaugurado em 2006, e é patrocinado pela universidade online de Phoenix, que não possui equipes esportivas. Foi o segundo Super  Bowl que esse estádio recebeu (o primeiro em 2008 – Super Bowl XLII).

O estádio possui um design modular, que pode receber um público que varia entre 63.4 mil e 73 mil pessoas, mas o mais interessante são o seu teto e gramado retráteis, algo exclusivo nos EUA.

university-of-phoenix-stadium

O teto é feito de uma grande superfície de fibra de vidro, e pode ser aberto em 12 minutos. Conta com janelas que permitem uma ventilação natural, reduzindo assim o uso do ar condicionado. Quando fechado, ele armazena energia e calor dentro do estádio, amenizando as noites frias do Arizona.

O gramado retrátil possui grama natural, com um sistema de irrigação e drenagem integrada com água reciclável, oferecendo uma economia de quase 80% em relação aos processos de irrigação dos demais estádios. O sistema retrátil permite a remoção do gramado do estádio, em um processo que leva 1 hora e 40 minutos, permitindo que outros eventos sejam realizados no local sem causar danos ao gramado.

O estádio também conta com várias soluções tecnológicas que o transformam no mais verde dos Estados Unidos. Por exemplo, a iluminação foi substituída por 312 lâmpadas variantes dos LEDs, mas com maior potência, oferecendo assim uma maior iluminação com baixo consumo. Antes, o estádio consumia 1.24 milhão de watts de energia (em média) e manutenção preventiva das lâmpadas a cada 18 meses. Agora, o custo de energia é de apenas 310 mil watts, com manutenção a cada 10 anos.

O University of Phoneix Stadium conta também com a sua própria fábrica de reciclagem, com capacidade para 120 toneladas por ano, armazenando e reutilizando garrafas, copos plásticos e placas de papel, sem a necessidade de transportar o material para outro local. O mesmo acontece com a água, que é reciclada para os banheiros e outras áreas úteis.

Por último, mas não menos importante, o estádio possui uma grande rede WiFi de banda larga gratuita para todos os espectadores, que utilizando um aplicativo no smartphone, pode aproveitar dos replays instantâneos das jogadas, uma vez que o app está conectado às telas do estádio.

Quem dera ter tudo isso no Brasil algum dia… #SonhoMeu.

Via University of Phoenix Stadium