Um grupo de pesquisadores concentraram tempo e esforços para descobrir todos os mistérios do dock Lightining, presente no novo iPhone 5, e descobriram algo que até então não tinha sido mencionado nem pela própria Apple: dos pinos dos dois lados do conector não são do mesmo tamanho.

Se acordo com o site Doulbe Helix Cables, o line-up de 8 pinos presente nesse novo dock não respeita a mesma sequência e tamanho nos dois lados. Apenas um pino tem o mesmo tamanho do seu pino correspondente na parte de trás do conector. O responsável pela descoberta, que responde apenas pelo nome de Peter, reforça ainda que, com esse método, ele conclui que a Apple deve ter usado algum tipo de processo de identificação dinâmica, que determina a ordem dos pinos no conector, e não somente utilizando uma simples ordem numérica para isso.

O Apple Lightining é o conector padrão dos novos modelos de iPod e do novo iPhone e, ao que tudo indica, estará presente nos futuros produtos da empresa. A vantagem desse conector feito dessa forma é que você pode conectá-lo de qualquer lado, em qualquer ordem, sem ter um lado certo para conectar ao dispositivo. E isso só é possível porque a Apple decidiu adotar esse processo de pinos não sequenciais.

Peter também é o responsável por detectar o chip de autenticação presente no cabo Lightining, que dificulta a fabricação de cabos pelos fabricantes alternativos, problema esse que não existe nas gerações passadas do smartphone. Cada cabo tem um chip, e cada chip vai identificar o dispositivo que está conectado. Por sua vez, essa autenticação vai determinar, com a ajuda do software, se tudo ali é oficial (ou original), e se algo estiver faltando, ou a recarga, ou a sincronização de arquivos não vão funcionar de forma correta.

É a complexidade de elementos da Apple no mundo mobile que continua a expandir.

Via Apple Insider