android-stats-april2

Com a finalidade de deixar a sua análise de participação de versões Android algo mais dinâmico e próximo da realidade de momento, o Google decidiu que, a partir de agora, vai apenas computar em seus resultados os dispositivos ativos em seu estudo de Dashboards. A medida vai ilustrar melhor qual é o real cenário de fragmentação do sistema Android, e mostrar de forma mais clara a taxa de crescimento ou decréscimo de cada versão.

Nos últimos anos, o Google ofereceu dados sobre a porcentagem de usuários de cada versão, mas não fazia tal discriminação entre dispositivos ativos e cadastrados. Como resultado, os números nunca correspondiam com a quantidade de acessos que a Google Play possui hoje. A partir de agora, eles deixam de lado todos os dispositivos que simplesmente se conectam ao servidor do Google, se limitando exclusivamente à análise dos acessos à loja de conteúdos digitais.

Com essa nova métrica, podemos observar a taxa de crescimento dos dispositivos com Android Jelly Bean, que alcança a porcentagem de 25% do total de dispositivos Android ativos. Mesmo assim, o domínio segue com o muito defasado Android Gingerbread, que mantém sua liderança com 39,8% (antes essa participação era de 44,2%).

Na prática, esses dados são voltados mais para os desenvolvedores, que por sua vez precisam saber em qual versão eles devem investir os seus recursos e novos aplicativos, visando sempre chegar ao público adequado. Para os usuários, o recado é claro: a partir de agora, seu novo smartphone Android deverá contar com o Jelly Bean. Esqueça os demais.

 

Via Android Dashboards