5g-nokia

Temos que nos acostumar a falar de uma nova Nokia, sem smartphones, mas presente na MWC 2016 com vários temas interessantes e relacionados com a tecnologia móvel. Por enquanto, os finlandeses apostam na conectividade 5G, a Internet das Coisas e a segurança.

A Nokia investiu US$ 350 milhões em vários projetos, através do Nokia Growth Ventures. O dinheiro não vai para novos smartphones, algo que eles não abandonaram. Será destinado aos projetos relacionados com essas tecnologias de conectividade, além da compra da empresa canadense Nakima Systems, especializada em segurança.

A grande novidade da Nokia na MWC 2016 é o AirScale, um ecossistema de produtos pensados na expansão do 5G em tudo o que pode ser considerado um dispositivo conectado.

O AirScale pode trabalhar com todas as tecnologias de conectividade na mesma estação, do 2G até o LTE Advanced Pro, passando pelo WiFi de alta velocidade (AirScale WiFi). Os testes da Nokia resultaram em downloads de 19.1 Gbps.

Sobre os smartphones, o CEO da Nokia, Rajeev Suri, tenta posicionar a empresa desde a venda da sua divisão móvel para a Microsoft, mas os termos de compra falam da impossibilidade de criação de smartphones por um período de tempo.

Enquanto isso, a Nokia vendeu o serviço HERE e comprou a Alcatel-Lucent para ser mais poderosa no negócio de redes. Também apostam na realidade virtual para o mercado profissional.

O que parece é que eles não querem criar uma nova divisão de fabricação de smartphones. Para a Nokia, agrada mais a ideia de utilizar outros fabricantes par ao trabalho pesado, ficando para eles a missão de colocar o design e a marca, com uma clara identidade ou DNA da Nokia. E, para isso, eles não estão com muita pressa.

Havia rumores que a Nokia estava buscando parceiros para essa missão, e que no final de 2016 ficaremos sabendo das novidades, mas eles não demonstram pressa nesse processo. Em 2014, foi desenvolvido um plano de 10 anos para que a empresa voltasse a ser relevante. Logo, muito provavelmente só veremos smartphones da Nokia apenas em 2017.

E olhe lá.