Bem sabemos que tais valores não se aplicam ao Brasil, mas já servem para se ter um parâmetro do que está por vir. E os gamers de todo o planeta querem pagar menos pelos seus jogos. A Nintendo anunciou nessa semana a data de lançamento do Wii U – 18 de novembro – e aproveitou para informar que a maioria da primeira leva de seus jogos tem os seus preços fixados em US$ 59,99, o que representa um aumento médio de US$ 10 em relação aos jogos do Nintendo Wii.

O aumento de preço dos jogos está relacionado ao aumento dos custos de desenvolvimento e produção dos jogos, que agora possuem gráficos em alta definição, além de respectivas adaptações para o novo controle do Wii U, o GamePad. Por outro lado, esse preço para os games do Wii U não é muito diferente do que aqueles cobrados pelos seus principais concorrentes no mercado: jogos para Xbox 360 e PlayStation 3 também custam, em média, US$ 59,99, e isso desde a metade da década passada. Se pensarmos nos aspectos inflacionários e ajustes monetários, por proporção, os valores cobrados pela “Big N” são até mais baratos que os estabelecidos pelos parceiros da Microsoft e da Sony.

De acordo com o CEO e presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, a grande maioria dos títulos para o novo console ficará nessa faixa de preço, mas nem todos os jogos custarão esse valor. “Teremos algumas exceções. O Wii Fit U não poderá custar US$ 59,99 com uma Balance Board, por exemplo. Mas certamente, acreditamos que esses jogos são grandes, robustos e com demanda suficiente para satisfazer nossos jogadores”, completa Reggie.

No Brasil, os preços dos jogos do Nintendo Wii variam entre R$ 99 e R$ 179, dependendo do título. Logo, se usarmos a amostragem do valor norte-americano, e multiplicarmos por três, podemos esperar jogos na faixa entre R$ 180 e R$ 240. Mas isso é só um chute. A verdade só será descoberta quando o console chegar por aqui.

Via IGN