Chegou a hora de fazer a lista dos smartphones “denorex” (ou seja, parece, mas não é) de 2018. Os clones chineses contam com um elemento comum esse ano: o notch.

Mas não apenas o iPhone X foi clonado sem qualquer pudor. A linha Galaxy S da Samsung foi replicada. Mas diferente do que aconteceu no ano passado, alguns dos clones chegam bem completos nas especificações.

 

OPPO R15 Pro

 

 

Muitos podem se perguntar se esse modelo não é mesmo o iPhone X, já que as telas infinitas e o notch são tão semelhantes, que realmente podem trazer a confusão para os mais desatentos.

Apesar da evidente similaridade estética, o OPPO R15 Pro tem luz própria dentro do seu segmento, sendo assim o forte concorrente no mercado.

 

Elephone U Pro

 

 

Sua similaridade com o Galaxy S9 é inegável, suas características técnicas deixam a desejar. O Elephone U Pro fica abaixo em termos de potência, mesmo com design e tela similar. Também não oferece uma experiência de visualização à altura do dispositivo ao qual ele tenta se parecer.

 

Umidigi S2 Pro

 

 

Tenta ser o Galaxy S8, mas é um dispositivo de linha média que tenta surpreender com os seus 5.100 mAh de bateria. No papel, ele está bem posicionado na gama de linha média e nada mais.

 

Blackview S8

 

 

Mais um que quis clonar o Galaxy S8 na estética, especialmente na parte frontal, com a mesma altura de bordas e curvatura de tela. Porém, é mais um dispositivo que não está a altura nas especificações.

 

Leagoo S9

 

 

Apesar do S9 no nome, ele se parece mais com um iPhone X, reforçando a onipresença do notch. É um modelo bem básico nas especificações se comparado com o iPhone, mas em compensação ele custa 10 vezes menos.

 

OUKITEL U18

 

 

Este é um dos clones do iPhone X mais óbvios do mercado. Mas um modelo que não consegue ocultar a sua alma de dispositivo de linha média-baixa em seu interior, com especificações muito mais modestas e, como não, um preço infinitamente menor.

 

Os clones contam com o seu público

São modelos que querem se parecer com o que tem de melhor no mercado, mas alguns deles ficam pelo caminho, e muito atrás nas especificações. Mas isso não é algo necessariamente negativo. No mercado, existe uma grande demanda de linhas intermediárias, com usuários mais que satisfeitos com qualquer um desses modelos.

É óbvio que os mais exigentes no desempenho não chegarão perto desses smartphones. Mas para quem só quer um bom design e pagando pouco por isso, são opções que devem ser levadas em consideração.