A experiência desses últimos anos já nos mostrou que nem as grandes marcas estão fora de foco dos criminosos. Aliás, elas são as mais visadas, acredito eu. É por isso que a estas alturas, não chega a causar surpresa a notícia que desapareceram nada menos que 3.600 unidades do iPad Mini dos armazéns do aeroporto JFK, nos Estados Unidos.

O incidente aconteceu na última segunda-feira, quando o famoso aeroporto da cidade de Nova York foi o cenário da ação de ladrões que conseguiram retirar de lá um carregamento vindo da China, com tablets suficientes para alcançar no país o valor de US$ 1.5 milhão em vendas.

Segundo consta, o furto aconteceu durante o horário de jantar dos vigias do local. Nesse tempo, os criminosos conseguiram subtrair pelo menos um dos carregamentos antes que os mesmos fossem surpreendidos e conseguissem fugir. Mesmo assim, os vigias conseguiram impedir o furto de um segundo lote de iPads, avaliado em US$ 2 milhões.

Agora, a polícia local investiga os vigilantes encarregados pelo turno, uma vez que é muito estranha essa facilidade que os criminosos encontraram para entrar no recinto, o perfeito conhecimento do local onde a mercadoria estava armazenada, e como todos os vigilantes saíram de uma vez do seu turno para jantar. Bom, aconteça o que acontecer, está evidente que uma grande quantidade de tablets não vão chegar a tempo ao seu destino final.

Via NYPost