123456

 

De acordo com um estudo da Keeper Security, “123456” foi a senha mais usada de 2016.

A empresa analisou 10 milhões de senhas extraídas dos múltiplos casos de roubos de senhas. E até que novas tecnologias de identificação biométrica e sistemas combinados não se façam presentes, os problemas de roubo de senhas vão existir.

Apesar das típicas recomendações, o roubo de senhas ainda é algo muito fácil para os ciber delinquentes. A senha mais usada de 2016 repete o resultado de anos anteriores, e descumpre as regras mais elementais para sua criação:

 

– Não usar palavras típicas ou números comuns
– Combinar maiúsculas e minúsculas
– Combinar números com letras
– Adicionar caracteres especiais
– Expandir o termo com o maior número de dígitos
– Não utilizar a mesma senha para todos os sites
– Usar uma senha segura específica para sites de compras e bancos
– Manter a senha longe de terceiros
– Valorizar o uso de gestores de senhas

 

De acordo com o estudo, 17% dos usuários escolheram “123456” como senha. Ainda que o principal culpado do uso de senhas inseguras seja o próprio usuário, a Keeper Security comenta que os administradores de sites são responsáveis por não obrigar o uso de senhas mais fortes para autorizar o acesso à páginas e serviços.

A lista das senhas mais utilizadas em 2016 confirmam o desastre:

123456
123456789
qwerty
12345678
111111
1234567890
1234567
password
123123
987654321
qwertyuiop
mynoob
123321
666666
18atcskd2w
7777777
1q2w3e4r
654321
555555
3rjs1la7qe
google
1q2w3e4r5t
123qwe
zxcvbnm
1q2w3e

 

Via Keeper Security