650_1000_china-bandera

O ministro da Indústria e Tecnologias da Informação na China publicou novos dados sobre o número de usuários de dispositivos móveis no país. De acordo com o relatório, no final de dezembro de 2014, esse número era de 1.286 bilhão de pessoas que eram proprietárias de uma linha móvel, ou seja, 94.5% da população do país.

Esse número contrasta com a porcentagem de linhas fixas de telefonia, que é de 18.3%, ou 249.43 milhões de usuários. O crescimento de linhas móveis é algo perceptível só agora, mas esse número de usuários deixa claro por que a China é um país fundamental para o sucesso de qualquer fabricante de smartphones.

O crescimento de smartphones é de 0.4% ao mês, e de 4.64% ao ano (de acordo com o estudo). 37.73% de todos os usuários de smartphones estavam conectados em uma rede 3G, e 68.05% desses usuários se conectaram na internet via smartphones em dezembro de 2014.

Todos esses dados revelam a grande relevância de um gigante em quase todos os sentidos, e um país onde todos os fabricantes querem se destacar. As gigantes ocidentais gastam um bom tempo e dinheiro buscando o sucesso em um mercado que aos poucos impulsiona ao sucesso os fabricantes locais, como é o caso da Xiaomi. A empresa parece não ter pressa de sair de lá – sua expansão é lenta -, e com razão.

Com um mercado como o chinês, que é cada vez mais relevante, o restante do mundo pode ficar em segundo plano.

Por enquanto.

Via DigiTimes